2 anos

de sucesso no mundo do samba

Candeia-foto de Caio Flavius - CópiaCandeia é binário, excelentemente binário.

O primeiro deles, aos 22 anos, um policial civil rigoroso, duro, que, ao que parece, não era corrupto, mas que utiliza distorções do poder policial, nos subúrbios, e passa a mandar/humilhar pessoas iguais a ele, ou seja, pobres, negros, discriminados, sem direitos...mas para isso ostentando a logomarca de sua corporação.

Em seja, a cultura policial passa a mandar na alma de Candeia, um negro forte, determinado, caprichoso, intuitivo, portelense, interessante, que conseguia mulheres de todos os tipos, com sua postura fora e dentro das quadras.

Leia mais: OS DOIS TEMPOS DE CANDEIA

Yedo Ferreira 1 - CópiaO fundador do Instituto de Pesquisas das Culturas Negras(IPCN) e do Movimento Negro Unificado (MNU), YEDO FERREIRA, 81, em debate com jovens negros na Escola de Samba Quilombo, em Acari, Zona Norte do Rio de Janeiro, defendeu que os afrodescendentes sejam indenizados por terem sido vítimas do crime de escravidão por mais de três séculos. O debate começou a partir de leituras que Ferreira fez de um texto de sua autoria intitulado “Movimento pela Reparação para o Povo Negro e Povos Indígenas do Brasil”. 

Leia mais: PROJETO ESTABELECE REPARAÇÃO PARA NEGROS

DSCN1488 - CópiaUm sucesso. Assim os integrantes do grupo BALUARTES DO SAMBA definiram a apresentação da nova instituição para os sambistas das Velhas Guardas das Escolas de Samba,  ocorrido, domingo, 13 de abril 2014, no Clube Guanabarino, em Rocha Miranda, na zona norte do Rio de Janeiro, com cerca de 200 pessoas. Estiveram presentes ao lançamento – que contou com bacalhau, cerveja, refrigerante, água mineral – o deputado estadual Ricardo Abrahão (PDT) e Farid Abrahão, presidente da GRES Beija-Flor de Nilópolis. Os BALUARTES DO SAMBA querem defender a tradição do samba, o fim de descaracterização das Velhas Guardas, serem  ouvidos pelas entidades do samba, trocar experiências com os jovens e buscar novos caminhos para as Velhas Guardas, considerado o maior patrimônio das escolas. Veja as fotos do encontro:

Leia mais:  LANÇAMENTO DO  GRUPO BALUARTES DO SAMBA  

Imagem 635Nossa amiguinha TERESINHA FREIRE, presidente da Ala de Baianas da GRES SANTA MARTA, em Botafogo (RJ), deu uma festa linda para baianas de 34 escolas que estiveram presentes na quadra da agremiação, no morro do mesmo nome. TERESINHA contou que fez questão de convidar as escolas através de telefonemas. “ Apareceram representantes de  escolas de todos os grupos”, vibrou ela.

Leia mais: FOTOS DA FESTA DE BAIANAS DA SANTA MARTA

Yemanj-Procisso-Glucia Melo2Em Salvador, ocorreu, em dia 2 de fevereiro passado, a maior festa do país em homenagem ao orixá feminino Yemanjá, considerada a "Rainha do Mar", na cultura Yorubá, trazida pelos negros nigerianos.

A celebração envolve milhares de pessoas que, trajadas de branco, saem em procissão até o templo mor, localizado no bairro Rio Vermelho, onde depositam variedades de oferendas, tais como espelhos, bijuterias, comidas, perfumes e toda sorte de agrados.

Leia mais: YEMANJÁ: DIA COMEMORADO NO RIO

História e memórias de baianas das escolas de samba